De Segunda a Sexta-feira: 09:00 às 21:00 e Sábado: 09:00 às 12:00
 
 
HOME
NOSSO ESTÚDIO
AULAS
MASSAGENS
TERAPIAS NATURAIS
HORÁRIOS
PROFISSIONAIS
BLOG
AGENDA
FALE CONOSCO
 
Ícone de menu
HOME
NOSSO ESTÚDIO
AULAS
MASSAGENS
TERAPIAS NATURAIS
HORÁRIOS
PROFISSIONAIS
BLOG
AGENDA
FALE CONOSCO
Lupa para pesquisa

Fitoterapia: Os benefícios do boldo do Chile

A Fitoterapia é uma das ferramentas terapêuticas oferecidas nos atendimentos de Naturologia aqui no estúdio Essência Yoga, além de massagens relaxantes para você aliviar o stress do dia a dia e restabelecer suas energias.

Este artigo irá abordar uma planta medicinal bastante popular em nosso país chamada boldo do Chile utilizada pela Fitoterapia.

Características botânicas e história

Boldo do chile:
Peumus boldus Molina.

Nomes populares:
Boldo (Brasil, Portugal, Inglaterra, Itália)
Boldu (Chile)

Partes utilizadas:
Folhas

Fitoterapia com boldo do Chile

O boldo do Chile é uma planta originaria dos Andes Chilenos, sendo muito utilizada pelos povos nativos (mapuches e qollahuayas), em casos de dispepsias, luxações e dores reumáticas. Estes mesmos povos descobriram suas propriedades digestivas ao observarem que os animais doentes, comiam unicamente suas folhas.

Suas folhas foram estudadas pela primeira vez na Europa pelo Francês Dujerdin-Baumez em 1.869. Em 1.872, Claude Verne descreve pela primeira vez a boldina, componente responsável pelo seu efeito digestivo.

O Boldo do Chile trata-se de um arbusto frondoso e aromático, da família Monimiaceae, de até 6 metros de altura. Possui folhas verde-acinzentadas, ásperas e quebradiças. A casca é fina e rugosa, suas flores são branco-amareladas ou esverdeadas. Cresce em regiões de clima frio, seco e pedregoso, em altitudes de até 1.500 m.

As partes utilizadas são suas folhas.

Princípios ativos

  • Óleos essenciais (ascaridol, cineol, ésteres, aldeídos, cetonas e hidrocarbonetos);
  • Alcaloides (boldina, isoboldina e outros);
  • Glicosídeos;
  • Outros (flavonóides, ácido cítrico, goma, açúcares, taninos, minerais, lipídeos, etc).

Principais usos terapêuticos

  • Hepatoprotetor;
  • Colerético: aumentam a secreção de bile pelo fígado que fica armazenada na vesícula biliar, favorecendo a digestão;
  • Antiespasmódico: controla as contrações involuntárias tanto da musculatura quanto dos orgãos;
  • Antioxidante: principalmente em diabéticos;
  • Anti-inflamatório;
  • Anti-helmíntico; elimina alguns parasitas e vermes;
  • Antibacteriano: o óleo essencial apresenta um possível efeito frente a algumas bactérias, incluindo a Candida albicans;
  • Diurético leve.

Formas de uso e dosagem

  • Infusão;
  • Extrato seco;
  • Extrato fluído;
  • Tintura.

Tempo de uso: Evitar o uso contínuo e prolongado por mais de 20 dias.

Efeitos colaterais

Apesar de normalmente ser bem tolerado, altas doses podem levar a vômitos, diarreia, efeitos narcóticos e até convulsões.

Contra-indicações

  • Obstrução de vias biliares;
  • Doenças hepáticas graves (Câncer de fígado, Esteatose hepática, Cirrose hepática, etc);
  • Gravidez;
  • Lactação;
  • Crianças menores de 6 anos.

Curiosidades

  • O que chamamos popularmente de boldo-do-Chile, em algumas regiões do Brasil, é na realidade a Vernonia condensata, da família das Asteraceae, ou a Plectranthus barbatus, da família das Labiadas, que também são conhecidas popularmente como Alumã, Figatil, Boldo baianoe Falso boldo-do-Chile. Ambas apresentam efeitos hepatoprotetores similares ao Peumus boldus;
  • Alguns povos utilizam seu pó como rapé;
  • A polpa de sua fruta é comestível e seu óleo é utilizado como ingrediente de doces;
  • As cascas são mais ricas em alcalóides.

ATENÇÃO

As informações aqui contidas têm apenas finalidade informativa, não devendo ser usadas para diagnosticar ou tratar qualquer doença, ou substituir cuidados médicos adequados. Para mais informações ou recomendações procure um naturólogo de sua preferência.

Até a próxima!

Autora:
Stephany Nicolli D. Fonseca
Naturóloga formada pela Universidade Anhembi Morumbi




Referências

ALONSO J. Tratado de Fitomedicina. Bases clínicas y farmacológicas. Buenos Aires: ISIS Ediciones, 1998..
"Fitoterapia: Conceitos Clínicos" 2008 (livro com cd-rom) – Degmar ferro – Editora Atheneu, São Paulo.


Compartilhe com seus amigos:


Essência Yoga | Yoga e Massoterapia © 2016 | Todos os direitos reservados
Desenvolvido por Linking Sites
Whatsapp